Posts

Sua empresa está preparada para os novos hábitos dos consumidores de hoje?

Uma frase do Albert Einstein ficou muito famosa, e dizia o seguinte:

Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.

E é exatamente assim que muitos empresários se comportam quando o assunto gerar comunicação nos seus sites e redes sociais. Agem como se o mundo fosse o mesmo de anos atrás, argumentando que o impacto da tecnologia não afetam os seus negócios físicos.

Reconhecer que não existe mais “negócios físicos” já seria um ótimo começo. Pois na mente do consumidor tudo é uma coisa só.

Quer ver um exemplo simples?

Ontem eu e a minha esposa queríamos comer ‘Salada Ceasar’ de um restaurante que fica a 3Km da nossa casa. Estava chovendo e então acessamos o site, analisamos o cardápio, ligamos e fizemos o pedido. A comida chegou rápido e ficamos satisfeitos.

Situação típica de qualquer consumidor, certo?

Agora vamos refletir um pouco sobre essa experiência de compra:

  • E se essa empresa não tivesse um site?
  • Mesmo tendo um site, e se ele não fosse bem indexado (encontrável) no Google?
  • E ao achá-lo no Google, imagine se o site não funcionasse direito no meu celular com Android 4.0? Será que eu continuaria a compra até o fim?
  • E se o site organizasse as informações de forma confusa, dificultando a minha escolha.

Viram quantas situações simples poderiam impedir que eu concluísse a minha compra como consumidor?

E o que podemos aprender com a frase do Einstein?

Há uma geração inteira de consumidores que só passam por experiência de compras através dos seus smartphones. Já pensou nisso?

A primeira lição que todo empresário deve saber é que o poder da compra está mais do que nunca na mão do consumidor. A empresa que eu citei no artigo trabalhou fortemente na comunicação de seus serviços e produtos e foi por isso que eu concluí a compra.

Ao ter um site encontrável na Internet, ela mostra que a sua comunicação foi eficaz, pois não basta apenas ter um site, é preciso manter um site para que ele possa sempre ser encontrável.

E isso significa produzir um site onde o conteúdo seja o foco. É preciso entender como o cliente pensa e construir uma comunicação nesse entendimento. E sempre que o empresário perceber que essa comunicação pode ser melhorada ou ajustada, deve ser feito o mais rápido possível.

Da mesma forma que o gerente do salão desse restaurante verifica se todos os garçons estão atendendo corretamente seus clientes, se a cozinha está liberando os pratos na temperatura ideal e num tempo aceitável, cabe ao empresário montar um time para atender as expectativa dos clientes através do site e das redes sociais em que há presença da empresa.

Empresário, agora que você entendeu um pouco como funciona a cabeça do seu cliente quando pensa na sua empresa, será que você vai agir do mesmo jeito na Internet? Acho que não né! 🙂

O site da sua empresa ainda não é responsivo?

Lamento informá-lo que você está perdendo dinheiro. E não estamos falando apenas com a criação, desenvolvimento e hospedagem do site não. Estamos falando de vendas diretas ou indiretas mesmo! Não está convencido? Jeff Bezos (sim, ele de novo!), CEO da Amazon citou certa vez:

“Esse 1 segundo é essencial para fornecer uma grande experiência ao usuário”

Ele estava se referindo ao tempo de carregamento das páginas da Amazon na época, que foi totalmente remodelado, depois de descobrirem que para cada 1 segundo de espera pelo usuário, isso impactava um prejuízo de 1,6 bilhão em vendas para Amazon.

Segundo Bezos, a pesquisa interna também mostrou que a demora de 4 segundos fazia com que 25% dos usuários desistissem de acessar o site e se a demora fosse de 10 segundos, esse número aumentava para 50%!

Ou seja, cada segundo vale, e muito!

Agora imagine o impacto disso no mobile! Mesmo que a sua empresa não seja a Amazon, certamente você perde dinheiro sem ter um site optimizado para os dispositivos móveis. É aí que entra o design responsivo!

Sem entrar muito no tecnicismo de seu funcionamento, o que você precisa saber é que o site com layout responsivo indica que ele foi projetado para se adaptar a qualquer dispositivo de tela ou plataforma. Se isso ainda não o preocupa, lembre-se de que desde 2014, o celular é o dispositivo preferido dos (79 milhões) brasileiros para acessar a Internet. Não só para redes sociais, mas como para todo uso de Internet!

O Google também prefere sites responsivos

Desde 2015 o Google indica nos resultados de busca a expressão ‘mobile friendly‘ que informa ao usuário que a aquele site é optimizado para dispositivos móveis, portanto, ideal para quem fez a busca num smartphone, fazendo com que o ‘ranking’ dos sites responsivos aumentem cada vez mais. E advinha o que acontecerá com o seu site não-responsivo! Isso mesmo, vai para o final da fila!

Na Kamus, 100% dos nossos projetos são responsivos e testados em várias telas e dispositivos, fazendo com que o seu site, e-commerce, blog, e-mail, seja acessíveis para todos os tipos de públicos, independente dos dispositivos.

Meu site não aparece no Google

Os mecanismos por trás do Google que fazem a indexação dos sites podem demorar em média três dias para encontrar seu site. Então é normal que leve esse tempo para seu site aparecer nas buscas, mas se o seu site já está ativo faz muito mais tempo que isso e ele continua não aparecendo nas buscas do Google, você tem um problema.

A resposta oficial do Google para esse é problema elenca quatro possibilidades:

  • O site não está bem conectado a outros sites na Web.
  • Você acabou de lançar um novo site, e o Google ainda não teve tempo de rastreá-lo.
  • O design do site dificulta o rastreamento efetivo do conteúdo dele pelo Google.
  • O Google recebeu um erro ao tentar rastrear o site.

Seu site precisa de algumas funcionalidades para que ele seja encontrado pelo Google. Como numa biblioteca, é preciso organizar o conteúdo, categorizar e etiquetar para que tudo possa ser encontrado por qualquer pessoa. Só que diferente de uma biblioteca, no Google, isso é feito por meio de sistemas e não pessoas. Por isso existe uma linguagem específica que precisa estar embutida no seu site para ser entendida por esses sistemas.

SEO (Search Engine Optimization) é a otimização de sites para as buscas e envolve exatamente esse conhecimento. Aplicar essa técnica no seu site é crucial para o sucesso. Somente assim você pode começar a galgar seu espaço nos primeiros resultados das buscas. Toda a programação do site deve ser consistente com essa técnica, é preciso escrever os códigos
apresentando corretamente as informações, além de atender requisitos básicos do Google para a boa experiência do usuário que são por exemplo o tempo que seu site leva para carregar as páginas e também se seu site funciona bem em celulares e tablets.

Além da questão tecnológica na maneira como o site foi desenvolvido interferir na visibilidade ou não do seu site, existe também a estratégia de conteúdo. Todo o conteúdo do seu site deve ser produzido tendo em mente o posicionamento que você deseja alcançar. É preciso pensar como as pessoas farão a pesquisa dos serviços e produtos que você está ofertando.

Ter um site apenas não é garantia de aparecer no Google. Para que seu site seja relevante e as pessoas possam encontrar a sua empresa, é preciso investir nas ferramentas corretas e principalmente contar com a experiência de profissionais gabaritados e comprometidos com o seu sucesso.