A sua marca está preparada para receber uma enxurrada de críticas?

Qual é o propósito da sua empresa?

Publicado em: 06 de setembro de 2018 – Categoria: Negócios – Tags: Nike, NFL, Racismo, Ativismo, PublicidadeColin Kaepernick

Por Cristiano Santos

Fundador da Kamus, designer web especialista em criação de sites com WordPress focado em negócio; pai, marido e goleiro de fim de semana.

Já imaginou você criar uma campanha bem bacana, com forte engajamento político que mostre uma posição social forte da sua marca com uma questão social importante? Imaginou? Pois é, a Pepsi também imaginou participar mais ativamente sobre os movimentos sociais de protestos e criou uma campanha em vídeo estrelada pela modelo Kendall Jenner. Ela aparece fazendo um ensaio fotográfico na frente de um prédio onde se inicia uma passeata e ela se sensibiliza e adere ao protesto. O vídeo foi considerado “pior anúncio de todos os tempos” por supostamente banalizar o assunto abordado. A repercussão foi gigantesca, e a Pepsi retirou a sua campanha do ar.

Mas e se fosse a sua marca, como você faria nessa situação?

Tentaria debater com o público e defenderia o conceito da campanha? Fingiria que nada estava acontecendo e deixaria a campanha no ar mesmo assim, ou faria como a Pepsi que reconheceu o erro e retirou a campanha do ar? O irônico nessa campanha é que o conceito é justamente fazer com que a sociedade seja mais ativa aderindo aos protestos e foi justamente um movimento popular que derrubou o vídeo. Será que a Pepsi imaginou esse final? Com certeza não. Uma coisa é certa, comunicar é planejar, medir e se reinventar. Adivinhem em qual a fase a Pepsi está agora!

Esse artigo é útil para alguém? Compartilhe!

O que achou do artigo? Comente o que achou!

© 2016 – 2018 Kamus – Hub de Profissionais – (21) 98412-8528 – falecom@kamus.com.br – CNPJ 26.649.828/0001-69

Na comunicação de uma gestão de crise, cada detalhe importa muito

Infelizmente o noticiário atual no nosso país não está lá muito bacana de se acompanhar. Crise econômica e política, esquema de corrupção e agora sobrou até para a nossa carne.

Deflagada pela Polícia Federal, a chamada Operação Carne Fraca, tem como objetivo desarticular um suposto esquema de corrupção envolvendo fiscais do Ministério da Agricultura e donos de frigoríficos, dentre elas a BRF (das marcas Sadia e Perdigão) e JBS (Friboi e Seara).

A crise acabou se instaurando depois da denúncia, e claro, ganhou a Internet. Memes dos mais variados invadiram a linha do tempo e o caso ficou bastante efervescente. Motivo suficiente para as marcas se prepararem. Mas não foi isso que aconteceu.

O Diabo está nos detalhes

Essa máxima é levada ao extremo quando o assunto é presença online. Cada passo da comunicação precisa levar em consideração a percepção do público frente à marca. Quando uma crise se instala, todo cuidado é pouco.

A empresa JBS correu pra fazer um vídeo com depoimentos de funcionários para amenizar o problema, que ajudaria bastante a consolidar a imagem da empresa, porém, quando usou uma imagem de um dos produtos da Friboi, o selo da carne estava com data de validade de 2013.

Foi o suficiente para virar piada nas redes sociais, aumentando ainda mais a crise, obrigando a empresa a publicar uma nota de esclarecimento dizendo que usou imagens de arquivo (o que é normal!) e reeditou o vídeo sem a imagem da peça.

Ainda que fique provado que a empresa não tenha nenhum problema com a denúncia da Polícia Federal, qual imagem você acha que o público terá dela de agora em diante?